Santa Catarina conta com um dos mais modernos simuladores de navegação marítima

12/04/2016 Categoria: Geral
_MG_1704_1_baixa

Equipamento adquirido pela Acquadinâmica, empresa do Grupo Acquaplan, de Balneário Camboriú, está instalado na Praia dos Amores e oferece ambientes reais de navegação com tecnologia, precisão e flexibilidade

A movimentação de navios de cargas e de passageiros em todo o litoral brasileiro está em alta. Cresce na mesma proporção em que são exigidos pela autoridade marítima maior precisão nos parâmetros operacionais em áreas portuárias e de navegação em canais de acesso e em bacias de manobras, cada vez mais próximas dos limites costeiros e margens de rios. Este cenário requer de estaleiros e de engenheiros navais maior rigor na construção de navios e no conhecimento técnico de navegação.
Uma ferramenta bastante utilizada neste sentido são os simuladores marítimos. Precisos, eficientes, flexíveis e realistas, esses equipamentos contribuem para a realização de testes de parâmetros navais e métodos específicos de navegação. Também contribuem para o conhecimento de novas áreas de navegação, para a adequabilidade de estratégias de manobrabilidade em diferentes ambientes e condições meteo-oceanográficas, e também, para a reconstituição de acidentes náuticos.
No Brasil, há poucos simuladores em operação. Praticamente todos são importados, apenas o CIAGA – Centro de Instrução Graça Aranha, da Marinha da Brasil, e Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) , possuem simuladores de tecnologia inteiramente nacional. Entre os simuladores marítimos importados e de alta tecnologia existentes no país, um está na Praia dos Amores, em Balneário Camboriú, Santa Catarina.
Foi adquirido em 2015 pela Acquadinâmica, empresa do Grupo Acquaplan responsável por projetos nas áreas de modelagem numérica e análise de riscos ambientais. A aquisição se deu em parceria com a dinamarquesa Force Technology, uma das principais empresas marítimas de pesquisa e desenvolvimento em todo o mundo e pioneira no desenvolvimento de simuladores para fins marítimos.
“O simulador é capaz de reproduzir o ambiente e comportamento do navio com alto grau de eficiência, interagindo ambos num mesmo sistema de aplicabilidade que se transforma numa ferramenta de auxílio a decisão em todos os níveis, ao prático, ao engenheiro naval à autoridade portuária, ao empreendedor e, principalmente, à autoridade marítima, ou seja, o simulador oferece benefícios em todos os níveis”, afirma o especialista em projetos de manobra e comandante aposentado da Marinha, Valdecílio Pinheiro Linhares.
Segundo ele, além de proporcionar treinamento para navegação, os simuladores também contribuem para o desenvolvimento de projetos de engenharia. Os simuladores proporcionam ao usuário dados precisos sobre a operacionalidade, tanto para alterações de estruturas de atracação como para a construção de portos, decisões de grande impacto sobre a economia e o meio ambiente. Com o simulador, é possível fazer simulações muito precisas e realistas de forma a identificar as implicâncias de uma modificação na vida real, sobre navios e instalações portuárias.

Como funciona o simulador da Acquadinâmica

O navio se aproxima do complexo portuário. As condições são adversas. Há chuva, maré alta, correntes e vento forte a serem dominados. Berços de atracação estão livres à direita e à esquerda. A decisão deve ser tomada pelo navegador, que enfrenta no braço as adversidades meteorológicas e oceanográficas. O cenário é comum aos que lidam diariamente com a manobra de grandes navios de cargas ou de passageiros. É também um dos cenários possíveis do simulador do Grupo Acquaplan.
O equipamento foi instalado no litoral catarinense para contribuir com a vocação marítima do Estado e da região Sul do Brasil e está disponível para empresas e pessoas interessadas em treinamento e familiarização de manobras operacionais de embarcações em terminais portuários e canais de navegação.
O simulador oferece múltiplos conhecimentos para quem conduz os navios, para quem os projeta e para ambientes potencialmente portuários e de navegação. Auxilia na identificação visual de navegação, avalia a disposição e alinhamento de quebra-mar, a movimentação dos navios em navegação e atracados em relação às ondas, oferece controle de dados de profundidade, orientações operacionais incluindo a assistência de rebocador e permite uma aprofundada análise de riscos em todas as operações projetadas.

_MG_1715_1_baixa _MG_1721_1_baixa

“Trata-se de um equipamento completo, de múltiplas funções, que integra com profundidade todas as condições meteo-oceanográficas, com precisão, eficiência, flexibilidade e realismo no desenvolvimento de manobras operacionais e de engenharia naval”, comenta o oceanógrafo João Thadeu de Menezes, sócio da empresa Acquadinâmica, responsável por projetos nas áreas de modelagem numérica e análise de riscos ambientais.
O simulador da Acquadinâmica é um modelo Simflex4, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Force Technology, parceira da Acquadinâmica neste investimento. É composto de três grandes telas que dão uma visão de 120 graus. Três telas menores apresentam respectivamente, um radar, informações pertinentes à navegação e uma carta náutica eletrônica do local onde ocorre o estudo de manobrabilidade. Os consoles do simulador contam ainda com comandos reais de um navio, conferindo assim um maior realismo aos estudos de manobras.
Um computador externo define as condições meteorológicas, oceanográficas e de navegabilidade apresentadas no simulador, projetando com realismo incrível o cenário real de um complexo portuário e oferecendo as condições ideais para simulações diversas de navegação para quem opera ou pretende navegar.

Eficiência comprovada

O simulador foi aprovado pelo prático André Guimarães Rodrigues. “As condições de navegabilidade são bastante parecidas com a realidade, realmente é como se estivéssemos navegando, pois as condições de vento, corrente e maré, principalmente o efeito delas no navio, são bastante reais, é um simulador perfeito para treinamentos”, afirma André, que primeiro navegou com um navio de contêineres, depois com um transatlântico.
O equipamento está disponível para visitação na Praia dos Amores, em Balneário Camboriú. Agendamento e mais informações podem ser realizados e obtidos pelo telefone (47) 3366-1246.

Texto: Oswaldo Ribeiro Jr., Jornalista, Registro Mtb 02545-JP

Fotos: Bob Moraes/Chilicom/Divulgação