ATLAS E LIVRO INFANTIL SÃO ALTERNATIVAS DE COMPENSAÇÃO AMBIENTAL PARA EMPREENDIMENTOS PRIVADOS EM PROCESSO DE LICENCIAMENTO

20/06/2017 Categoria: Geral
Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu

Impactos associados à implantação de grandes empreendimentos são inevitáveis. Por isso, os órgãos ligados à proteção do meio ambiente criam mecanismos e diretrizes para tentar prevenir e, de alguma maneira, controlar e minimizar esses impactos. Entre essas maneiras, estão medidas mitigadoras e compensatórias que podem ser implementadas de diversas formas, e Programas de Educação Ambiental e Comunicação Social, sempre em benefício das comunidades do entorno e mais diretamente afetadas pelo empreendimento.

Na região da foz do rio Itajaí-Açu, que abriga dois dos principais portos catarinenses dentro do Complexo Portuário de Itajaí, dois empreendimentos investiram em publicações editoriais que beneficiam diretamente estudantes, do primário ao ensino médio, e seus familiares.

Uma dessas publicações está no prelo. É o “Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu”, financiado pelo Estaleiro Itajaí S/A, como medida compensatória pelo uso de Área de Preservação Permanente (APP).

A outra, recém-lançada, é o livro infantil “Quem é você, lontra?”, produzido por jovens que participam do PPL – Projeto de Proteção às Lontras, uma iniciativa do Programa de Educação Ambiental da Huisman, em atendimento às condicionantes da Licença Ambiental de Operação – LAO, emitida pela Fundação Estadual de Meio Ambiente – FATMA.

Ambas publicações têm projeto gráfico e edição da Chilicom Filmes & Design, de Itajaí.

 

Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu

Considerada a maior do Estado de Santa Catarina, a bacia hidrográfica do rio Itajaí-Açu, com cerca de 15.500 km2, tem na sua foz a origem histórica da colonização do Vale do Itajaí e dois dos mais importantes portos catarinenses, nas cidades de Itajaí e em Navegantes.

A região ganhará em julho deste ano o “Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu”, um contundente documento técnico-científico que aborda aspectos socioambientais e econômicos das duas principais cidades que a compõe.

Proposta e financiada pelo Estaleiro Itajaí S/A, a publicação apresenta diversos estudos em mais de 300 páginas, realizados por técnicos e pesquisadores do Grupo Acquaplan e de instituições de ensino e pesquisa, que presta consultoria ao empreendimento.

“O Estaleiro Itajaí S/A apresenta este projeto de edição e publicação do ‘Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu’ como uma contribuição à comunidade dos municípios de Itajaí e Navegantes, para a educação e para o conhecimento técnico e cientifico da região”, diz a empresa, na apresentação da obra.

O “Atlas Ambiental da Foz do Rio Itajaí-Açu” será distribuído gratuitamente para escolas e bibliotecas dos municípios da foz do rio Itajaí-Açu, Vale do Itajaí e outras cidades de Santa Catarina, com a expectativa de ser uma referência para estudos técnicos e acadêmicos da região.

 

Livro infantil “Quem é você, lontra?”

O livro infantil “Quem é você, lontra?” apresenta de forma bem-humorada, como é possível e importante ajudar a preservar as lontras que vivem nos estuários do rio Itajaí-Açu e Itajaí-Mirim. Também apresenta informações sobre a ecologia da lontra, um animal de característica territorialista, arredio, agitado e solitário, além de ameaçado de extinção.

As ilustrações e os texto foram produzidos por um grupo de estudantes que desde 2013 dedica-se a conhecer as lontras da espécie Lontra longicaudis que habitam a região. As criações foram feitas durante o curso de educação ambiental e conservação de espécies nativas, iniciativa que resultou no PPL – Projeto de Proteção às Lontras, no âmbito do Programa de Educação Ambiental da Unidade da Huisman.

O PPL ocorre em paralelo ao programa de monitoramento ambiental da espécie, iniciado pela Huisman em 2012 e que será realizado até a conclusão das obras de implantação do cais de atracação e dragagem de aprofundamento do canal.

 

Saiba mais: Medidas compensatórias

As medidas compensatórias exigidas pelos órgãos ambientais são destinadas a compensar os impactos ambientais gerados durante o processo de desenvolvimento e execução de um projeto.

Essas medidas devem ser tomadas pelo empreendedor e podem ser aplicadas antes, durante e após as obras. A forma como a medida será aplicada é livre e dependerá da Análise de Impactos Ambientais, que determinará as formas de controle e mitigação dos impactos, assim como de compensação ambiental.

No caso do atlas e do livro infantil, os empreendedores atenderam a sugestão da consultoria do Grupo Acquaplan, que tem como prática incentivar seus clientes à produção de material editorial de enfoque educacional e comunitário.