ASSOCIAÇÃO ARTE BABITONGA É SELECIONADA NO EDITAL DE PROJETOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DE SÃO FRANCISCO DO SUL

13/04/2018 Categoria: Geral
IMG_20180205_150552010 (1)

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Francisco do Sul divulgou no fim de março, e ratificou no início de abril, a lista dos projetos aprovados no edital de chamamento público de trabalhos em Educação Ambiental no ensino formal e não formal, previsto para o ano de 2018. Entre os aprovados está o Projeto EcoSol (Economia Solidária) de São Francisco do Sul, da Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros da Babitonga – Arte Babitonga, que tem o objetivo de ministrar oficinas de artesanato e reutilização de resíduos, de baixo custo para fins de comercialização e geração de renda.

A proposta do projeto da Associação Arte Babitonga é ampliar as atividades em andamento desde janeiro de 2018, no Espaço Cultural de Comércio Justo e Solidário – Loja da Arte Babitonga. A loja funciona no prédio cedido pela Gerência de Cultura Municipal e está localizada no Centro Histórico da cidade. Ali são comercializados produtos de aproximadamente 60 artesãos da cidade. Além dos associados, também estão reunidos na loja indígenas da Comunidade do Morro Alto, que comercializam seus produtos nas ruas da região.

“A Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros da Babitonga – Arte Babitonga foi instituída em setembro de 2016 com a finalidade de fomentar o artesanato de forma integrada, promover o fortalecimento das cadeias produtivas locais da economia popular e solidária e da educação empreendedora do artesão”, explica a presidente da associação, Yara Fernandes Lousão.

A Associação Arte Babitonga trabalha em parceria com o Programa de Educação Ambiental (PEA) da Administração do Porto de São Francisco do Sul, e conta com apoio de empresas como a Norsul e a Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental, empresa do Grupo Acquaplan responsável pelo PEA. O projeto aprovado conta com o patrocínio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Apesar de pouco tempo de existência, a instituição Arte Babitonga já recebeu o título de Utilidade Pública pela Câmara dos Vereadores Municipal, através da LEI Nº 1946 de 9 de fevereiro de 2018. “A associação carrega o conceito de sustentabilidade humana, não somente através dos pilares da economia solidária que a mantém, mas também pelo emprego de matérias-primas reaproveitadas para a elaboração dos produtos artesanais. Esse projeto aprovado será uma forma de ampliar a sensibilização ambiental em relação aos resíduos para a população local”, explica a educadora ambiental Giseli Aguiar, responsável pelo PEA e pelo projeto aprovado.

Oficinas programadas

As oficinas do Projeto EcoSol (Economia Solidária) de São Francisco do Sul serão gratuitas e já têm um cronograma de realização definido. Serão realizadas oficinas para produção de bolsas, cestas, tapetes, carteiras e arte em móveis e vidros. A matéria-prima para as criações serão obtidas a partir do reaproveitamento de tecidos, papéis, embalagens e móveis. As oficinas serão ministradas pelas artesãs da Associação, as quais já produzem peças na linha de sustentabilidade e reaproveitamento de resíduos.

As vagas para as oficinas serão limitadas. As inscrições poderão ser feitas de 7 a 28 de maio, no Espaço Cultural de Comércio Justo e Solidário – Loja da Arte Babitonga, que fica na rua Babitonga, nº 62, no Centro Histórico de São Francisco do Sul.

Mais informações podem ser obtidas diretamente no Espaço de Comércio Justo e Solidário.